sinfonia black

The Black Saint & The Sinner Lady

Certa vez, ao ouvir uma música de Charles Mingus, mais precisamente I X Love, balada fabulosa do inacreditável Mingus Mingus Mingus Mingus Mingus, uma amiga perguntou se aquilo seria a trilha sonora ideal para que cena. O clichê do jazz instrumental pode levar a um bar, luz baixa, a femme fatal, cigarro-noir, um homem bem vestido, troca de olhares baixos, mas logo lembramos que a música cairia bem numa cena de sexo também, bem filmada, é claro, não um filme pornô. O laço de corpos e a música de Charles Mingus. Mas aquela música continuava e começávamos a nos questionar se aquilo que ouvíamos poderia ser a trilha sonora de alguma coisa. A caranguejeira Mingus roubaria qualquer cena. Nem pra varrer a casa, aquela música serve de fundo musical. Charles Mingus, que sempre detestou o diminutivo “Charlie”, dificilmente permitiria ser colocado no papel de um reles fundo musical. Bem, Rogério Sganzerla usou o The Black Saint & The Sinner Lady – disco que merece todos os joelhos – no seu filme-epitáfio O Signo do Caos. Mas ali, a coisa é mais forte que uma mera trilha sonora. Mingus está no patamar de Orson Welles, o fantasma que assombra o filme. Welles é a moça pecadora e Mingus é o santo negro. Estão ali para roubar a cena mesmo. É a tal citação egoísta que Julio Cortázar descreve na sua volta ao dia em oitenta mundos, “os pedantes citam porque veste bem, os cronópios porque são terrivelmente egoístas e querem monopolizar seus amigos, como faço com (Lester) Young e Man Ray”. Os amigos do cronópio Sganzerla são uma nuvem carregada que acompanham O Signo do Caos de ponta a ponta. E a teia de aranha de sons do amargo e grandioso The Black Saint & The Sinner Lady, jazz cerebral, cheio de overdubs, de viagens a recantos espanhois e guetos californianos, uma legítima sinfonia black, encontra a tela de aranha de imagens, o vai-e-vem amargo e grandioso de Sganzerla. No mais, é sempre uma experiência maravilhosa quando um arranjo de sopros parece um armário sendo arrastado num chão de madeira velha.

Anúncios

Uma resposta em “sinfonia black

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s